Rio de Janeiro

Matriz Barra da Tijuca - (21) 2143-1571

WhatsApp e celular: (21) 992544934

Centro, Zona Norte e Sul do Rio de Janeiro e demais cidades listadas abaixo, Terapeutas e Instrutores autorizados para atender a você, sua empresa, escola ou grupo.  

Nova Friburgo - Sítio para retiros em Lumiar

Cabo Frio - (22) 99722-5464

São Paulo - (11) 98691-0192  

Buenos Aires - Argentina - www.rashuah.com.ar

Verifique o cadeado 

no seu navegador

Cursos e consultas online, ivros e dvds

Aqui, em nossa livraria online

Siga-nos

Pagina Facebook Ráshuah
Página G+ Ráshuah
Página Tuwitter Ráshuah
Página YouTube Ráshuah

Blog Ráshuah - Os melhores textos e mensagens de autoconhecimento e meditação

Sentimento de culpa - Como vencer e aprender com os erros

05/01/2017

O sentimento de culpa é o sofrimento obtido após a reavaliação de um comportamento passado que reprovamos em nós mesmos.

É um sentimento que gera dor e frustração causadas pela distância entre o que julgamos que deveríamos ter feito e o que de fato fizemos na ocasião.

A culpa é a percepção no agora de algo ocorrido no passado.

E nesse sentido, a culpa só acontece com as pessoas que estão em processo de aprendizado e principalmente, só ocorre na mente e no coração de quem tem consciência!

O sentimento de culpa está ligado ao do arrependimento.
E nossa dor está ligada ao criticismo, ao pensamento crítico e implacável a nosso próprio respeito.

 

Algumas pessoas podem facilmente entender e perdoar a outros, porém são implacáveis e não perdoam a si mesmos! E isso pode ser extremamente perigoso, pois leva a autopunição.
Sentir-se culpado e massacrar-se a esse ponto fará com que a pessoa, além de torturar-se indefinidamente, boicote a sua própria vida e oportunidades de felicidade, sem que perceba. Pois existe um pensamento inconsciente na mente culpada que diz: Pessoas culpadas merecem punição!

Mas o sentimento de culpa é também uma autocrítica que pode ser positiva, caso consigamos sair do ciclo de punição e partir para o ciclo de entendimento e aprendizado.

"É fazendo e às vezes errando que se aprende aquilo que se deve aprender a fazer.(Aristóteles)"

"Se você quer os acertos, esteja preparado para os erros. (Carl Yastrzemski)"

Como se diz: Errar é humano!
Faz parte de nosso aprendizado e crescimento, errar. E para aprendermos precisamos constatar o erro, antes de mudarmos!
A constatação do erro é o momento de reconhecimento de nossa responsabilidade. Mas também, de nosso reconhecimento da possibilidade de mudança!
Só constatamos um erro quando estamos aptos a crescer!

Ninguém erra de propósito!
Ninguém acorda um belo dia e diz: "Hoje vou fazer tudo errado, destruir meus relacionamentos, acabar com a minha vida e felicidade!"

Erramos sem a intenção de errar! Erramos por pensarmos, no momento, que fazíamos o que devia ser feito! Fizemos o nosso melhor no momento! E se isso se mostrou insuficiente agora, é porque temos consciência, estamos evoluindo e aprendemos através de nossos erros passados. Não existe outra forma para aprendermos, a não ser errando!

 

Nos torturar hoje, ao ponto de invalidar nossa felicidade por nos julgarmos tão severamente no passado, pode ser extremamente injusto, uma vez que não tínhamos o conhecimento que dispomos hoje!
Não podemos pensar hoje, que poderíamos ter feito diferente no passado! Na época, não tínhamos o conhecimento e consciência atuais! Hoje sim, podemos fazer diferente! Não ontem!

 

QUANDO ACEITAMOS UMA CULPA, UMA RESPONSABILIDADE, SOZINHOS:


Algumas vezes podemos estar sendo ainda mais injustos conosco, quando nos sentimos culpados por algo que não seja unicamente de nossa responsabilidade.
 
Isso ocorre quando temos algum ideal de perfeição inatingível em nossa mente, quando nos importamos demais com a opinião alheia ou quando nos impomos responsabilidades demais e retiramos do outro toda a responsabilidade.

 

Por exemplo, em um relacionamento que fracassou:

Em qualquer relacionamento existem no mínimo duas pessoas envolvidas e responsáveis por ele! Uma das pessoas pode cometer algum ato do qual se arrependa, mas caso investigue seu coração, pode ser que perceba que o ato foi uma "resposta" ao outro ou uma "resposta" à sua própria frustração. Seja como for, faltou algo nesse relacionamento. Faltou, no mínimo, autoconhecimento para saber lidar com o relacionamento ou com os próprios sentimentos.

 

Devemos assumir nossa parte de responsabilidade em nossos erros, pois é assim que adquirimos mais e mais consciência! É assim que aprendemos e crescemos! Porém, cairmos no sentimento de culpa e autopunição pode ser nosso ato mais injusto!

Precisamos avaliar as possibilidades que tínhamos na época, se poderíamos de fato ter feito de forma diferente, contando apenas com as informações e conhecimentos que tínhamos na época.

 

Precisamos avaliar se foi apenas nossa responsabilidade ou se houve a participação também do outro no evento.

Precisamos avaliar se estamos nos impondo uma suposta perfeição que não existe, já que ninguém é perfeito e jamais o será. Ou se alguém está nos impondo uma suposta perfeição que só exista na mente do outro.

Enfim, a constatação do erro, e se houve erro ou não, tem que progredir para o aprendizado, responsabilidade e também para o entendimento e perdão de si mesmo!

 

Perdoe-se! Ninguém nasce sabendo!

Aprenda com os erros e lembre-se de que só se sente culpado quem é bom e tem consciência!

Os maus e inconscientes jamais se sentem culpados! Jamais aprendem com seus erros e jamais poderão crescer ou serem felizes de verdade!

 

Só com o autoconhecimento é que podemos realmente nos libertar!

Queira perceber sua luz, consciência e amor!

Seja humilde ao perceber que é uma pessoa falha, tanto quanto qualquer outra. Mas que está crescendo, evoluindo e que tem em si o amor suficiente para não só saber perdoar os erros alheios, quanto para perdoar os seus!

 

Constatar um erro é positivo! Persistir nele, não!

Vamos trocar a palavra "culpa" pelas palavras "responsabilidade e aprendizado"?

Dessa forma podemos crescer e ir em frente!

 

Caso contrário nos colocaremos na posição de vítimas de nós mesmos, fazendo de nossa culpa o algoz que vai nos destruir e atingir a todos à nossa volta.

 

.

Sobre a autora do artigo: Vera Calvet

 

 

Estudo indicado:

 

DVD indicado - Medo e Culpa - Como lidar - pode ser encontrado em nossa Loja online - Onde encontra também Livros, Cursos e Consultas online

Conheça nossos Cursos de Meditação e

Terapias de Autoconhecimento

 

 

 

 

.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Assuntos abordados
escolha o tema de sua leitura
Please reload

Posts Em Destaque