Blog Ráshuah - Os melhores textos e mensagens de autoconhecimento e meditação

Depressão - Como lidar com isso?


Antes de qualquer outra observação, que fique claro: A depressão é uma doença!

Digo isso, pois ainda há quem a julgue como fricote, besteira, falta de força de vontade, etc.


Claro que para uma pessoa que conviva com alguém acometido por essa doença é difícil em todos os aspectos entender, conviver e principalmente ajudar! Pois não há palavras positivas e de incentivo que durem quando uma pessoa está em crise depressiva! Essa pessoa simplesmente não consegue, é incapaz de reagir sem um tratamento, sem a medicação adequada.

Então, se você convive com alguém com esse mal, cuide-se e ajude essa pessoa a buscar tratamento médico!

Cuide-se, pois é fácil acontecer de tentarmos ajudar e não conseguir e por isso acabamos nos sentindo muito, muito mal e consumidos.


Parece ser realmente o mal do século!

Por quê?


Compreenda os detonadores para tentar compreender o processo:


Apesar da depressão ter causas físicas que a caracterizam como uma doença tratável, muitas pessoas a desenvolvem depois de um período emocional especialmente conturbado.

E vivemos uma época onde o estresse toma conta de nossas vidas, cada vez mais.

E quanto mais nos apoiarmos em causas externas para sermos felizes, mais nossos supostos apoios nos faltarão! Os eventos em nossas vidas, assim como alguns relacionamentos são transitórios, fazem parte do grande fluxo da vida, do ir e vir de nossos aprendizados! Apegar-se a eventos e a pessoas e coisas transitórias não é nada positivo!

O que mais magoa quem está ao lado: É comum a pessoa que sofre de depressão não notar as pessoas e suportes verdadeiros em suas vidas, lamentando insistentemente as "perdas" transitórias, sem notar as imensas e mais duráveis coisas positivas a seu lado!

E isso, talvez seja o que mais magoa as pessoas que estão ao lado tentando ajudá-la a superar! Sentem-se quase invisíveis! Desvalorizadas!

O que acontece é que a pessoa deprimida "escolhe" involuntariamente o foco negativo que a prende num círculo vicioso! Não existem pensamentos positivos ou alternativas que alguém ofereça que as faça reagir positivamente por um período maior de tempo. Sua mente, acostumada ao círculo negativo de pensamentos, a arrasta de volta.

Por isso mencionei no início do artigo: Cuidado! Entenda o processo e cuide-se para que não seja arrastado ao ponto de adoecer emocionalmente também! Incentive a pessoa a buscar ajuda profissional, mas lembre-se de que você não pode ser o terapeuta de seus relacionamentos! Empatia e amor não quer dizer se deixar consumir! Ao contrário! Se cair junto não poderá ajudar de forma alguma!


Os detonadores que causam as pequenas e grandes crises emocionais estão espalhados em nossa sociedade.

Talvez o alto padrão de exigência que nos autoimpomos seja um desses detonadores. E esse alto padrão nos exija um comportamento cada vez mais enquadrado em outra série de padrões. Como os padrões estéticos, financeiros e sociais, que valorizam o externo e não levam em conta o eu verdadeiro de cada um de nós.

E isso se agrava se não nos tenham ensinado a valorizar e enxergar a nós mesmos. Não nos conhecermos de verdade nos torna reféns, nos mirando e nos conceituando guiados por padrões externos e transitórios.


Seja como for, a crise emocional que pode detonar um processo de depressão é o aviso de que estamos com pensamentos negativos a respeito de nosso poder pessoal.

Não nos sentimos bons o suficiente, fortes o suficientes, isto ou aquilo...o suficiente.

E o que significa "o suficiente"?


Guiados por parâmetros utópicos, "o suficiente" pode significar o impossível!

Medo e frustração podem ser dois sentimentos importantes e geradores da crise emocional que antecede a depressão.


Às vezes parece mesmo que entramos em um período de "buraco negro", onde tudo parece ser sugado para dentro desse fosso. E nos parece que nada em nossas vidas se manifesta positivamente.

Mas, nesses momentos, apesar de nossos pensamentos se entregarem negativamente, podemos tentar escolher pensar que isso pode ser uma espécie de aviso da vida.

Não como um aviso de que não somos bons e certos o suficiente, mas de que estamos pensando em alguma direção errada, que pode até nos parecer certa, mas que na verdade não está compatível com nosso caminho de evolução, com a nossa verdade interior.


Por exemplo: Podemos estar querendo que nossa profissão dê certo, sem que ao menos gostemos de verdade de nosso trabalho! Isso seria uma incoerência energética! E o dinheiro vindo do trabalho então, não aparece!

Ou, podemos estar desejando que um relacionamento tenha sucesso, mas ao não nos conhecermos de verdade, não podemos conhecer e entender o outro e também não conseguimos nos fazer entender.

O que faz nossos caminhos se abrirem naturalmente seja em que terreno for, é nossa energia de prazer e verdade dentro do evento.


Procure investigar o fundo de sua alma e veja onde sua energia verdadeira estaria entrando em contradição com suas atitudes e pensamentos. Use o aparente "buraco negro" da tristeza, de forma mais positiva, tentando entender as mensagens da vida!

Procure se perguntar se, por exemplo, o trabalho que exerce atualmente é uma vontade de seu coração. Pergunte e ouça seu coração, pois às vezes escutamos a voz do racional e nos esquecemos de ouvir nosso coração.

Caso estejamos seguindo apenas a voz da razão e esquecendo o coração, o caminho realmente não se abre totalmente! O que abre nossos caminhos na vida é expressarmos com amor e prazer o que verdadeiramente somos e gostamos de fazer! O sucesso é a consequência disso.


Outras vezes, queremos controlar as pessoas, ou desejamos que elas sintam, sejam ou pensem como nós. E quando não conseguimos, podemos nos sentir frustrados. Novamente os nossos sentimentos e pensamentos negativos, nosso "buraco negro" pode estar nos avisando de que estamos seguindo por um caminho errado. Já que ninguém pode controlar ou modificar a outro, se essa pessoa não o desejar.


Ouça seu coração sinceramente! Ele saberá guiá-lo!


Não existe felicidade sem o autoconhecimento!

A verdade liberta!


Não fique resistente a procurar ajuda médica!

Muitas vezes, temos um distúrbio físico-químico real e pensamos que estamos apenas tristes. Existem medicamentos modernos e sem tantos efeitos colaterais que podem ajudá-lo, nem que seja por algum tempo, até que consiga lidar melhor com seus problemas emocionais através de uma Psicoterapia ou Terapia emocional de apoio.

Procure perceber e reconhecer os apoios verdadeiros que tem a sua volta, em sua vida! Mas entenda que só dependerá de você sair desse sofrimento! Essa é uma decisão sua e que ninguém poderá tomar por você!


Procure seu médico! Converse com ele a respeito!

Cuide de si, que a vida responde de volta muito mais rápido e positivamente do que imagina!


.

Sobre a autora do artigo: Vera Calvet



Leitura indicada:

Livro indicado - Emoções Tóxicas - pode ser encontrado em nossa Loja online - Onde encontra também Cursos e Consultas online


Conheça nossos Cursos de Meditação e a

Terapias de Autoconhecimento - presencial e online





.

Assuntos abordados
escolha o tema de sua leitura
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags

Textos e mensagens para o autoconhecimento, autoestima, meditação, autoajuda, relacionamentos, espiritualidade, prosperidade e uma vida mais plena!

Rio de Janeiro

Matriz Barra da Tijuca - (21) 2143-1571

WhatsApp e celular: (21) 992544934

Centro, Zona Norte e Sul do Rio de Janeiro e demais cidades listadas abaixo, Terapeutas e Instrutores autorizados para atender a você, sua empresa, escola ou grupo.  

Nova Friburgo - Sítio para retiros em Lumiar

Cabo Frio - (21) 97225-1708

São Paulo - (11) 98691-0192  

Buenos Aires - Argentina - www.rashuah.com.ar

Cursos e consultas online, ivros e dvds

Aqui, em nossa livraria online

Siga-nos

Pagina Facebook Ráshuah
Página G+ Ráshuah
Página Tuwitter Ráshuah
Página YouTube Ráshuah

Verifique o cadeado 

no seu navegador

Para políticas de troca, devolução e reembolso clique aqui.
Instituto Ráshuah do Brasil CNPJ: 04.320.730/0001-20 Est. do Itanhangá, 945 - © 2020 – Todos os direitos reservados - contato@rashuah.com.br