Rio de Janeiro

Matriz Barra da Tijuca - (21) 2143-1571

WhatsApp e celular: (21) 992544934

Centro, Zona Norte e Sul do Rio de Janeiro e demais cidades listadas abaixo, Terapeutas e Instrutores autorizados para atender a você, sua empresa, escola ou grupo.  

Nova Friburgo - Sítio para retiros em Lumiar

Cabo Frio - (22) 99722-5464

São Paulo - (11) 98691-0192  

Buenos Aires - Argentina - www.rashuah.com.ar

Verifique o cadeado 

no seu navegador

Cursos e consultas online, ivros e dvds

Aqui, em nossa livraria online

Siga-nos

Pagina Facebook Ráshuah
Página G+ Ráshuah
Página Tuwitter Ráshuah
Página YouTube Ráshuah

Blog Ráshuah - Os melhores textos e mensagens de autoconhecimento e meditação

Foco e atenção - Motivos da falta de concentração

14/03/2017

 

Muitos chegam ao Instituto Ráshuah se queixando de serem desatentos, não conseguirem manter a concentração por muito tempo e que dispersam muito facilmente a atenção.

A falta de concentração pode vir de diversos fatores. Desde os físicos, os neurológicos, aos psicológicos. Mas também pode estar associada a falta de interesse real no assunto.

O hábito de pensar sem foco de atenção constante, pode acontecer a qualquer pessoa que não saiba como manter sua atenção no foco correto.
E a confusão na escolha do que seja o foco ideal é o que causa hábitos nocivos na linha de raciocínio!


Por exemplo, quando diante de um problema a ser resolvido. A tendência de algumas pessoas é a de focar no problema e não na solução!

 

Ou seja, a mente fica presa no foco errado! O problema já foi visto e revisto! Você já o conhece! Deixe-o de lado e comece a pensar e focar apenas na solução!
Não precisa ficar remoendo algo que não vai mudar até que encontre a solução! Pensar sem parar no problema não traz a solução! A solução virá ao focar nas alternativas!

Mas algumas pessoas deixam a mente ficar rodando, voltando a remoer o problema sem parar!
Por conta desse raciocínio com o foco de atenção no lugar errado, a consequência será medo, impotência e tensão! E nada de solução!

Outro motivo para a queixa de falta de atenção é quando a pessoa tenta forçar sua atenção em algo que não lhe interessa absolutamente!

Sua mente se rebela e busca algo mais prazeroso! Voa!

 

A solução para isso é até simples! Busque algo interessante naquilo que está em sua frente! Observe por um novo ângulo mais divertido, leve ou interessante pra você!
Por exemplo:
Se detesta fazer contas, pense e foque no resultado disso ou no motivo positivo que o leva a faze-las, etc.

Foque no objetivo das contas e não nas contas propriamente! Se focar nas contas, sua mente ficará repetindo "detesto isso"!

Mas se focar na razão positiva pela qual faz as contas, dá uma motivação, um objetivo e entendimento à sua mente. E ela diz "Que bom que posso fazer isso para que..." - ela encontra o interesse no motivo da ação!

 

FOCO é importante, mas SABER ESCOLHER o foco CORRETO é essencial!

 

Escrevi em um de meus livros uma parábola que traduz a questão do foco x escolha. Conta que um sábio Mestre, em uma de suas lições ao discípulo, pediu que ele colocasse um barquinho de papel no rio e cuidasse para que descesse correnteza abaixo sem que virasse, pois era frágil. Enfatizou que a missão seria manter o barquinho inteiro até que ele, o Mestre, pedisse para deixá-lo seguir seu destino.

O discípulo prontamente começou sua tarefa e foi acompanhando o barquinho pela margem, guiando-o com uma vara.
Concentrado no barquinho, não desviava os olhos dele!
Estava tão concentrado em não deixa-lo virar, que não percebeu a tempo uma bifurcação no rio, logo a frente.

Olhou tão rapidamente para as duas vertentes, preocupado em não tirar os olhos do barquinho, que não notou a vertente da direita um pouco mais caudalosa do que a da esquerda.
Não conseguiu fazer a escolha a tempo e a correnteza da vertente mais caudalosa tragou rapidamente o barquinho, embolando-o com as águas e o destruindo.

 

Desolado o discípulo não se conformava por não ter obtido sucesso! Estava totalmente atento ao barquinho e achava a correnteza uma fatalidade inevitável!
O mestre então, esclareceu a questão:
"Seu intento só poderia ter obtido sucesso se a sua obstinação e limitação de foco tivesse sido vencida. Quando queremos nos conduzir em segurança a alguma meta, o foco deve abranger o todo que compõe o momento da caminhada e não apenas os nossos próprios passos!"

Concentrar a atenção apenas em nosso próprio barquinho, nosso umbigo e problema, não nos deixa enxergar as escolhas possíveis logo à frente, no caminho!

Está com problemas de concentração?
Procure focar a atenção nas possibilidades e não no problema!
Procure um ponto de interesse no que está fazendo, seja criativo e não force o interesse onde não há!
Isso ajuda muito!

 

 

.

Sobre a autora do artigo: Vera Calvet

 

 

Leitura indicada:

 

Conheça outras belas parábolas no livro - Conto dos Guerreiros Ráshuah - que pode ser encontrado em nossa loja online.

 

 

Conheça o Curso de Meditação Ráshuah - presencial e online.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Assuntos abordados
escolha o tema de sua leitura
Please reload

Posts Em Destaque