Rio de Janeiro

Matriz Barra da Tijuca - (21) 2143-1571

WhatsApp e celular: (21) 992544934

Centro, Zona Norte e Sul do Rio de Janeiro e demais cidades listadas abaixo, Terapeutas e Instrutores autorizados para atender a você, sua empresa, escola ou grupo.  

Nova Friburgo - Sítio para retiros em Lumiar

Cabo Frio - (22) 99722-5464

São Paulo - (11) 98691-0192  

Buenos Aires - Argentina - www.rashuah.com.ar

Verifique o cadeado 

no seu navegador

Cursos e consultas online, ivros e dvds

Aqui, em nossa livraria online

Siga-nos

Pagina Facebook Ráshuah
Página G+ Ráshuah
Página Tuwitter Ráshuah
Página YouTube Ráshuah

Blog Ráshuah - Os melhores textos e mensagens de autoconhecimento e meditação

Pessoas controladoras

21/03/2017

Controlar não é necessariamente negativo no sentido de autocontrole emocional ou de exercer um certo controle sobre nossa própria vida.

 

Controlar pode significar inspecionar, comandar, administrar, verificar, fiscalizar, vistoriar, supervisionar, examinar. E esses podem ser talentos necessários para diversas profissões e em nosso dia a dia. O problema começa, quando usamos esses e outros sinônimos como conter, segurar, limitar, reduzir, vigiar, refrear, dominar, criticar, restringir e reprimir outras pessoas e a nós mesmos!

 

Pessoas controladoras têm um crítico implacável morando em suas mentes!

E esse crítico é também muito desconfiado e ansioso!

Seus padrões de exigência consigo mesmo e com os outros é imenso!

Sendo assim, são pessoas que vivem sobre estresse e pressão interna e que também pressionam e estressam bastante aos que convivam com elas.

 

Existem sintomas bem fáceis de perceber quanto a sermos controladores demais ou de estarmos convivendo com um controlador, como por exemplo, frases que os controladores costumam usar:

 

"Se quer algo bem feito, faça você mesmo!" - "Ninguém se dedicaria a fazer tão corretamente quanto eu!" - "Se não fosse por mim, tudo desandaria!" - " As pessoas são muito lentas!" - "Será que ninguém pensa, além de mim?" - "Estou cansado de levar tudo sozinho nas costas!" - "Será que é tão difícil fazer exatamente o que eu disse?" - "As pessoas são muito ingratas e não notam o quanto me esforço!" - "Estou cansado! Exausto! Não aguento mais me trazerem sempre tantos problemas para eu resolver!" - e por aí vai!

 

Com esses pensamentos, o controlador estará sempre sob pressão, fazendo mil coisas ao mesmo tempo e sempre frustrado e cansado!

Pudera! O controlador não sabe delegar tarefas, pois não confia nas pessoas e no resultado.

O senso de onipotência do controlador vem de sua pouca percepção a respeito das outras pessoas. Por isso, é comum ser negativamente crítico e injusto em suas definições a respeito dos outros. Como não consegue enxergá-los, não pode confiar em ninguém! E por não conseguir confiar em ninguém e nem nos resultados, sente muito medo e frustração o tempo todo!

 

O controlador costuma querer estar sempre um passo a diante de qualquer evento. Ou seja, ele tem a impressão de que pode se prevenir, defender e prever o futuro para não ser pego de surpresa!

O controlador detesta surpresas, imprevistos, mudanças! Pois, por óbvio, não são coisas que possa controlar! E a sensação de insegurança e medo o domina!

 

O padrão emocional do controlador é regido pelas sensações de ansiedade, medo e muita frustração como consequência.

Pode se sentir excluído, rejeitado ou pouco valorizado.

Na verdade, não nota o quanto faz mal às pessoas, as diminui, as critica e rebaixa-lhes a autoestima. Não nota que seu olhar sempre em busca do erro não lhe deixa perceber os acertos!

 

Por estranho que possa parecer, a intenção do controlador, normalmente, não é a de causar esse mal estar às pessoas! A intenção dele é, ao contrário, protegê-las, fazer o certo, alertá-las para que os medos que ele tem, não as atinja. Só que podem ser medos e perigos que estão apenas em sua mente!

Claro que há os controladores conscientes disso, que exercem esse tipo de controle negativo para atingir seus objetivos mais egoístas. Porém, a maioria das pessoas controladoras estão apenas muito preocupadas que tudo e todos estejam protegidos e andando da forma como pensa ser a ideal!

 

Conviver com pessoas controladoras é extremamente difícil!

E ser um controlador também, pois eles têm que conviver o tempo todo com seus próprios pensamentos e sentimentos de medo, ansiedade e frustração!

 

Fazer escolhas inesperadas e que julguem definitivas também são sempre complicadas para o controlador! Isso porque seu medo de mudanças e de perder o controle da situação antiga em favor de uma nova situação, sem o controle certo, o aterroriza! Pensam, repensam e via de regra adiam as chamadas "grandes mudanças". Já, tomar a frente na ação cotidiana é fácil, pois tudo está ali, em suas mãos. Isso lhe dá a sensação de que pode controlar os rumos, passo a passo.

 

Se você se reconhece em alguns trechos deste texto, saiba que existe saída para isso. E a saída se chama - autoconhecimento.

Se conhecer, aprender a confiar mais na vida e nas pessoas, aprender a delegar, tirar o peso dos ombros, enfim, é um processo que vale a pena começar a trabalhar!

E se você enxergou no texto uma pessoa com a qual conviva, o conselho é o mesmo - autoconhecimento.

Se conhecer, aprender a exercer o seu poder, autoconfiança, aprender a dar limites, impor respeito, a dizer - não! Pois é de fato muito complicado dizer "não" para uma pessoa controladora! Mas temos que aprender a ter mais noção do nosso espaço, possibilidades, do que somos capazes ou não, como somos e sentimos e do que podemos abrir mão ou não, em nossas vidas!

 

De qualquer forma, sejamos nós os controladores ou os controlados, autoconhecimento é a nossa saída. Mas sempre lembrando que ninguém pode mudar uma pessoa que não queira! Só podemos mudar a nós mesmos! E talvez mudando nossas atitudes, sentimentos e pensamentos a nosso respeito, possamos influenciar positivamente o outro. Mas, sempre dependerá do outro querer mudar!

 

Tudo em nossas vidas é aprendizado!

E nossos relacionamentos são os melhores mestres!

 

 

Sobre a autora do artigo: Vera Calvet

 

Leitura indicada:

Estude e conheça mais a respeito desse tema no livro  O Eu Controlador  disponível em nossa Loja online.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E não deixe de conhecer a nossa Terapia de Autoconhecimento Ráshuah. Presencial e também online.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Assuntos abordados
escolha o tema de sua leitura
Please reload

Posts Em Destaque