Rio de Janeiro

Matriz Barra da Tijuca - (21) 2143-1571

WhatsApp e celular: (21) 992544934

Centro, Zona Norte e Sul do Rio de Janeiro e demais cidades listadas abaixo, Terapeutas e Instrutores autorizados para atender a você, sua empresa, escola ou grupo.  

Nova Friburgo - Sítio para retiros em Lumiar

Cabo Frio - (22) 99722-5464

São Paulo - (11) 98691-0192  

Buenos Aires - Argentina - www.rashuah.com.ar

Verifique o cadeado 

no seu navegador

Cursos e consultas online, ivros e dvds

Aqui, em nossa livraria online

Siga-nos

Pagina Facebook Ráshuah
Página G+ Ráshuah
Página Tuwitter Ráshuah
Página YouTube Ráshuah

Blog Ráshuah - Os melhores textos e mensagens de autoconhecimento e meditação

Sobre o amor e amar

24/03/2019

Você já tentou explicar a si ou a outros o que é amar? Definir amor perfeitamente em poucas palavras? Difícil, não é?

O amor, apesar de concordarmos ser o sentimento mais nobre e importante em nossas vidas, parece complexo quando tentamos escolher palavras para defini-lo. As palavras ficam muito aquém, redundantes, superficiais ou vazias.

 

Certa vez, durante uma aula de meditação, uma aluna disse não compreender o que eu queria dizer com: “Abram-se ao amor sem objeto!”

Então contei a seguinte história para ilustrar:

 

Era uma vez, um homem que queria aprender a amar incondicionalmente. Procurou um grande e afamado mestre e pediu que o mestre o ensinasse a amar tudo e todos sem condições. O mestre então o colocou diante de uma bela roseira e disse: "Ame essa roseira!"

O homem achou fácil amar a roseira, pois era bela e suas flores perfumadas. E em poucos segundos estava envolto por uma onda de amor!

 

O mestre então o retirou dali e mandou que se sentasse diante de um graveto seco e disse:" Ame esse graveto!"

O homem teve um pouco mais de dificuldade dessa vez, mas começou a buscar beleza no graveto, em sua cor, nos pequenos insetos que andavam pelo graveto e passado algum tempo o homem conseguiu sentir uma onda de amor. Menor do que sentiu pela roseira, mas havia amor.

 

Feliz foi até o mestre com a notícia, ao que o mestre disse: “Agora feche os olhos e ame!”

O homem confuso perguntou: “Amar o que, mestre?”

“Apenas sinta o amor!” - respondeu o mestre.


O homem fechou os olhos e começou a buscar imagens em sua mente para amar. De repente o mestre o interrompeu: “Pare! O que fazes?”

“Estou buscando coisas para amar, mestre!” - respondeu o homem.


O mestre então sentou-se ao lado do homem e disse:

“Enquanto buscares objetos ou pessoas que lhe despertem amor, não estará amando de fato! O verdadeiro amor é gerado dentro de você, a partir de si mesmo e então é projetado para fora. E sendo assim, não importa o objeto ou pessoa que esteja na sua frente ou em sua mente, pois poderá projetar seu amor a tudo e todos.”

E o homem entendeu enfim, o que era amar incondicionalmente, sem objetos.

Não há nada lá fora que mereça ou não o nosso amor! Só há o "nosso amor" que é sempre projetado! Enquanto esse estado amoroso não for encontrado, as pessoas vão sempre procurar "lá fora" o que lhes dê alegria ou satisfação e continuarão buscando outras pessoas "que as façam" felizes.
Mas o amor estará somente num único lugar possível: Em si mesmas!

Abra-se ao amor sem objetos! Essa será a sua verdadeira capacidade de amar!

 

Ame!

 

 

Sobre a autora
 

Conheça nossas técnicas exclusivas de Meditação para o autoconhecimento!

Aulas presenciais ou online.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Assuntos abordados
escolha o tema de sua leitura
Please reload

Posts Em Destaque